23.12.08

Aprendizado


"Aprendi que não posso exigir o amor de ninguém...
Posso apenas dar boas razões para que gostem de mim...
E ter paciência para que a vida faça o resto..."
(William Shakespeare)

Li essa msg no blog de uma pessoa que considero especial e que veio de encontro a uma reflexão que fiz recentemente quanto a darmos ou tentarmos dar razões as pessoas para que gostem de nós.

Às vezes fazemos de tudo, mudamos até nosso comportamento, nosso jeito de ser e de pensar em função dos outros.

Queremos o carinho, a atenção, o amor, queremos realizar um sonho, alcançar um objetivo, atingir uma meta e nos desdobramos para realizar tais coisas. Mas esquecemos que para alcançar tudo isso e mais um pouco, bastar sermos humildes, sermos nós mesmos, com todos nossos defeitos e qualidades para recebermos o carinho, a atenção, o amor sincero de alguém, o reconhecimento ou um simples olhar.

São nas pequenas atitudes que estão as grandes e verdadeiras intenções.

Por isso, seja você, simples, verdadeiro, não queira mudar o mundo por alguém ou por algo que não seja realmente significativo em sua vida.

Você pode dar boas razões para que gostem de você, mas as dê sinceramente, de coração sem esperar nada em troca, e como diz Shakespeare, com paciência, a vida fará o resto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Indicação de livros

  • A Arte Da Guerra - Sun Tzu
  • A cura de Schopenhauer - Irvin D. Yalom
  • Heróis de Verdade - Roberto Shinyashiki
  • O guardião de memórias - Kim Edwards
  • Quando Nietzsche Chorou - Irvin D. Yalom
  • Você é Insubstituível - Augusto Cury

Vídeos

Loading...

Amigos